21/03/2008

MOQUECA À MODA

De origem indígena, e originalmente feita numa grelha de varas ou ainda apenas folhas de árvores cobertas por cinzas quentes (o que era chamado moquém). A diferença básica da moqueca baiana para a capixaba é que a baiana leva azeite de dendê e leite de coco.
.
A primeira menção da moqueca num documento histórico foi numa carta do padre português Luís de Grã, datada de 1554, onde ele afirma que "quando se dispunham a comer carne humana, os índios assavam-na na labareda", isto é, no moquém. Em 1584, outro padre, Fernão de Cardim, comenta que eram moqueados peixes, batata, mangará, entre outros alimentos.
A moqueca atual não é assada e sim refogada.
.
Os peixes ideais são aqueles sem muitas espinhas e de consistência firme. Pode-se também, pelo mesmo método, pode fazer-se uma moqueca de camarão, de lagosta, de sururu, etc.



Ingredientes
01 kg de peixe em filés(usei abrótea)
Coentro a gosto
01 maço de cebolinha verde
Tomates para o molho (ou molho pronto)
Sal e pimenta a gosto
Suco de 1/2 limão
02 ovos
200ml de leite de coco
Farinha de trigo
Farinha de rosca
Óleo para fritar
Azeite de dendê
.

Preparo
Tempere o peixe a gosto com o sal, a pimenta e o limão. Deixe marinando por duas horas, passe os filés no trigo, no ovo batido, e na farinha de rosca. Frite-os. Reserve. Faça o molho bem farto de tomates. Acrescente, o leite de coco, os filés fritos, a salsa picada e o coentro, espere começar a fazer borbulhas no molho e desligue o fogo. Regue com azeite sirva a seguir.

Um comentário:

Tatiana disse...

Anita, gostei muito da sua visita, seu blog tambem é muito legal.
Beijos
Parabéns...
Taty - CHOCOTATY