28/03/2010

Em clima de coelho...Rosca de Páscoa

Hoje me peguei fazendo uma lista mental das datas que mais gosto no Ano. Sempre preferi o Natal quando o assunto é decoração... meu aniversário, pelas festas surpresas que já ganhei... mas a Páscoa também não fica atrás, principalmente por lembranças da época de criança, além de que:

-no quesito decoração, a Páscoa é beeeeeem mais clean
- tem coelhos de todos as formas e tamanhos
-tem muuuiiiiito chocolate
-não acontece sempre no mesmo dia
-tem pegadas de talco pela sala
-a expectativa de ver o que vem dentro dos ovos (e quando não vem, você xinga!)
-é ótima a sensação de morder um coelho de chocolate, começando pelas orelhas

Mas também tem os negativos:

-Período Fat: a Páscoa é um esforço coletivo de toda a sua família/amigos para te engordar, e com sucesso. Todos aqueles doces (que, mesmo você amando, IMPLOROU pra não comprarem) serão seus “companheiros” em todas as refeições por umas 2 semanas (dependendo da sua popularidade). Nenhuma pessoa em sã consciência, sabendo que tem chocolate no armário, olha pra alface no prato, e diz que ama aquilo.

-Adeus orçamento: quando você ouve: “Já escolhi seu ovo de páscoa!”... Você é obrigado a fazer cara de “eeeebaaaa!” e dizer que também já escolheu o ovo do(a) infeliz. E então você compra, por consideração, e acaba dando ovos pra Deus e o mundo. Ovos, que estão cada dia mais caros e menores (por isto os meus, to fazendo em casa)

-Olha a Caaabeeeeça: supermercados com ovos pendurados, batendo na cabeça da gente (sem comentários, quase sempre evito este corredor, a não ser que tenha de comprar cerveja água mineral)

-A decoração da casa di titia (wordless)

Rosca de Páscoa 03 xícaras de trigo
30g de fermento biológico fresco (ou 10g de fermento seco para pão)
01 xícara de leite morno
150g de margarina sem sal
01 xícara de açúcar
01 colher de chá de sal
03 ovos

01 xícara de chocolate meio amargo picado
Dissolva o fermento no leite morno, com uma parte do açúcar. Deixe levedar. Enquanto isto, numa bacia, junte o restante dos ingredientes, exceto o chocolate. Depois que o fermento já levedou, reuna aos ingredientes do recipiente e misture bem. Sove a massa até obter uma consistência macia. Deixe a massa descansando até que dobre de volume (mais ou menos 40 minutos).
Abra a massa em forma de retângulo, coloque o chocolate picado e enrole como um rocambole. Coloque em uma fôrma de sua preferência, e deixe dobrar de volume novamente.
Leve ao forno quente, a 180°C por uns 30 minutos, ou até que esteja dourado. Não deixe-o muito tempo no forno para que não fique seco.
Cobertura
01 xícara de açúcar de confeiteiro
1 e 1/2 colher de sopa de leite
01 colher de chá de suco de limão
Misture e aplique na Rosca, depois de fria. Decore com raspas de chocolate.

Rendimento: 10 porções.

25/03/2010

Coxinha Especial e as Bailarinas do 2º Grau

Fazendo estas coxinhas, lembrei de um mico hilário no meu tempo de colégio...
Festas de aniversário sempre rendem bons micos pra posteridade e quem nunca pagou um, que atire a primeira banana. (Claro que é bem mais engraçado na festa dos outros... hehehehe).

Naquele ano, tinha na minha sala uma carioca, super gente boa, que convidou a sala toda pro seu aniversário. E eu... fui calaro!!!

O pai dela, lóóógico estava na festa. E achando que ninguém estava se divertindo, pois ninguém estava dançando... “pra animar”, resolveu puxar de um por um pra dançar no meio da sala. Minha amiga acho que queria mo-r-rer!

Pelos olhares dela, acho que queria fazer o pai engolir dois brigadeiros, três balões e umas quatro língua de sogra de uma só vez, de tanta vergonha... Bom, isto ela não fez, mas que o puxou “de-li-ca-da-men-te” para se entupir de coxinha, isto ela fez... Pelo menos largou de nos fazer bailarinas...

Agora, os comentários na sala, renderam quase meio ano... Pobre Raquel!

Coxinha Especial


01 litro de água
03 tabletes de caldo de galinha
1/4 de xícara de margarina
5 e 1/2 xícaras de trigo
300g de mandioquinha (batata baroa) cozida e amassada
01 ovo batido
01 xícara chá de água
Farinha de rosca para empanar

Em uma panela coloque a água, o caldo, a margarina. Espere ferver, e acrescente o trigo de uma só vez, mexa vigorosamente até soltar do fundo da panela.

Transfira a massa para uma superfície untada, faça uma cavidade no centro e coloque mandioquinha. Misture bem, sovando sempre.

Retire pequenas porções, abra em discos e coloque o recheio. Feche e modele a cozinha, passe-as no ovo misturado com água e depois pela farinha de rosca.

Frite em óleo bem quente até dourar.

Recheio
Frango cozido, temperado a gosto e desfiado.
150g de queijo gorgonzola

Misture os ingredientes e utilize.

Rendimento: 80 unidades.

22/03/2010

Torta Crocante...

Depois da tempestade vem a bonança??? Acho que aqui se aplicaria, depois da Penúria vem a lambança...

Depois da Salada Catada de Geladeira, só um doce pra abusar e lambusar-se com gosto!

ai ai...eu miamodebarrigacheia!

Torta Crocante Crocante
01 xícara de açúcar
01 colher de sopa de manteiga
01 xícara de castanhas de caju picada (nozes ou amêndoas)

Massa
06 ovos
06 colheres de sopa de açúcar
12 colheres de sopa de trigo
01 colher de sopa de fermento em pó para bolos

Calda
1/2 lata de leite condensado
½ xícara de leite

Creme
200g de chocolate ao leite picado
01 lata de creme de leite sem soro
02 claras
02 colheres de sopa de açúcar
100g de biscoito água e sal moído (caso goste do doce bem doce, use um biscoito doce)

Crocante: Derreta o açúcar em fogo baixo, mexendo para que caramelize. Junte a manteiga e a castanha. Despeje sobre uma superfície fria, untada e deixe esfriar. Com o auxílio de uma espátula ou faca, retire o crocante, coloque em um saco plástico e passe um rolo de massa em cima, para triturar.

Massa: Separe as claras e as gemas. Bata as claras em ponto de neve, acrescente as gemas uma a uma, batendo bem, para que forme um creme espumado, adicione aos poucos o açúcar, batendo sempre. Desligue a batedeira, e adicione o trigo e o fermento aos poucos, mexendo suavemente, para não perder o volume. Coloque em assadeira forrada com papel manteiga (untado) e leve para assar a 180°C por uns 12 a 15 minutos (teste com palito).

Creme: Em um recipiente junte o chocolate e o creme de leite e leve ao fogo em banho maria para que derreta o chocolate. Bata as claras em neve e adicione o açúcar batendo bem. Ainda na batedeira, misture o creme de chocolate já frio e o biscoito moído. Continue batendo para formar um creme.

Montagem: Utilize uma fôrma (20 x 30cm) e monte camadas de massa, regue com a calda, coloque o creme de chocolate e o crocante, repita uma vez a seqüência, reservando um pouco do crocante para a cobertura. Termine com uma camada de chocolate, leve a geladeira por 4 horas. Retire e finalize com o crocante reservado. Decore com raspas de chocolate.

Dicas: Usei uma fôrma de aro removível.
.
Rendimento: 08 porções
.
Ps.: Fui as compras, trouxe meio super pra casa! É tão fácil fazer um Pobre feliz!!!

19/03/2010

E agora... Uma Salada Fim de Feira

Mais uma daquelas noites, que você olha em sua geladeira sem:
- vontade de inventar
- as programadas compras
- forças...


Nisto, você arrisca um olho na geladeira vazia e se depara com:
- ovos (porque ovos, são o último indicador de "a vaca tá indo pro brejo" se não tiver)
- alface (meia cabeça)
- queijo magro (uma lasca)
- cenoura (02...eita!)


Então seus neurônios confabulam:
- fritar os ovos e comer atolados num pão com muita maionese, aumentaria sua depressão pensando nas calorias;
- fazer um purê de cenouras está além da sua disposição e muito mais além de sua preguiça;
- purê com purê é comida de gente doente;
- meter tudo numa sopa é uma boa, mas não combina com o calor insuportável;
- comer só queijo magro é ...de pri men te... (embora muito prático, convenhamos).


Depois de alguns segundos de "raçucíno"... Tico e Teco se dão as mãos e gritam... VAMOS FAZER ALGO COM TUDO ISTO!


Eis que surge... Salada Fim de Feira


02 ovos (os últimos)
02 colheres de salsa picada
Sal e pimenta do reino a gosto
01 colher de óleo
1/2 pé de alface cortado em tiras
01 cenoura pequena ralada
01 tomate sem sementes em tiras
1/2 xícara de queijo magro ralado
Azeitonas a gosto

Bata os ovos ligeiramente, com a salsa o sal e a pimenta. Aqueça uma frigideira antiaderente com o óleo e despeje os ovos batidos, como se estivesse fazendo uma panqueca (rende dois discos). Quando começar a soltar as laterais, vire, para dourar do outro lado. Retire reserve até que esfrie. Enrole e corte em tiras finas.

Em uma sladeira grande, disponha a alface, a cenoura, o tomate, o queijo e os rolinhos de omelete. Tempere a gosto, ou sirva com molho a base de iogurte...

Rendimento: 02 porções.

Ps.: Minha geladeira ficou igual loteamento novo...só água e luz!

17/03/2010

Com cheiro de Bacalhau...

Alguém aí sabe qual é a parte da mulher que cheira bacalhau????

Se você pensou um zilhão de coisas, nãnãninãnão.... Não precisa se apavorar, é o NARIZ... hehehehe
Tá...não precisa me xingar! hehehehehehe
Estes dias, pensando na vida, me dei conta que a Páscoa, tá aí... então, resolvi cheirar bacalhau... Fui cedo no mercado e passei o dia trocando água até dessalgar a peça, me adiantando e preparando uma opção para a semana de Páscoa. Lá vai...

Bacalhau aos 04 queijos

01 kg de bacalhau demolhado de véspera e em pedaços graúdos
04 cebolas picadas
06 batatas médias
01 gema
50ml de azeite
50g de queijo parmesão
200g de provolone
01 copo de requeijão
200g de mussarela
200ml de leite morno, batido no liquidificador com algumas folhas de majericão* e sal a gosto

Refogue as cebolas, junte o bacalhau e refogue por mais uns 5 minutos apenas para tomar sabor da cebola. Ferva as batatas em água e sal, e faça um purê, acrescentando o azeite, a gema, parte do leite e o queijo parmesão.

Derreta o queijo provolone e o requeijão a parte. Junte a este creme, o restante do leite. Em seguida forre um refratário, fazendo camadas, com o purê, o bacalhau refogado, o creme de queijo e mussarela. Repita as camadas, terminando com o creme de queijos. Leve ao forno por 30 minutos.

Rendimento: 08 porções
* Manjericão (opcional) eu usei do verde, e decorei com o roxo.

14/03/2010

Eu sou risoteira... Risoto de Ervilhas e Parmesão

O sumiço das panelas, fez despertar uma vontade de comer arroz... Mas comer risoto!

Sei que tem gente que não gosta, diz que é meio babento, não tem paciência para esperar o feitio do prato, e que o visual não é o dos melhores... Mas eu discordo de tudo!

Além do que, pelo fato de ser um prato que dispensa acompanhamentos, pode ser feito com ingredientes um pouco mais no capricho... um bom queijo, um bom vinho, e um bom arroz... isto fará uma baita diferença no resultado final e você se tornará a Rainha do Risoto, por cuidar destes pequenos detalhes.

Risoto de Ervilhas e Parmesão

320 g de arroz para risoto (usei vialone nano)
300 g de ervilhas frescas (usei aquelas congeladas)
01 cebola picada
08 colheres (sopa rasa) de manteiga
04 colheres (sopa) de parmesão ralado
01 litro e 1/4 de caldo de legumes
02 colheres de azeite extra-virgem
1/2 xícara de vinho branco seco
Sal e pimenta-do-reino branca a gosto
Em uma panela, aquecer três colheres de manteiga e uma colher de azeite. Dourar metade da cebola. Deixar cozinhar por cerca de dois minutos. Adicionar uma concha de caldo e temperar com sal e pimenta-do-reino branca. Reservar.

Em outra panela, refogar o restante da cebola da mesma forma, adicionar as ervilhas, acrescentar o arroz e deixar tostar durante dois minutos. Adicionar o vinho e deixar o vinho evaporar em fogo alto. Juntar, aos poucos, o caldo de legumes devidamente pré-aquecido quase em ponto de fervura. Quando faltarem dois minutos para o final (o tempo total varia entre 17 e 22 minutos), juntar o restante da manteiga e o parmesão. Misturar bem, colocar em pratos individuais e regar com um fio de azeite.

Rendimento: 04 Porções.

Receita: Alessando Segato.

10/03/2010

Voltando, depois de um período de abdução... Salmão com Manjericão

Juro que nem sei por onde começar... Desculpinh@ pelo sumiço, prometo não fazer mais isto!

Primeiro a título de informação, não fiz Lipo não... ainda não tem moeda suficiente no cofrinho... Mas tô juntando, e aí aproveito a faca e boto uns tchuchos também!

Muitas coisas aconteceram aqui... mais alguns estresses de brinde, aí... tempo pra vir até aqui??? Néca de Pitibiriba!

Acompanhe a vida "druris":

Estresse por causa do teclado eletrônico do banco = a rolo = te odeio tecnologia!
Estresse por causa da gripe = cama
Estresse por causa de grana... melhor, a falta dela = pobre² sofre!

Estresse por causa de amigos, inimigos, pai, irmã, ex, atuais... o planeta = xxx!
Estresse por causa de cachorro do vizinho que não pára de latir
Estresse por causa do computador que deu pane e ainda tá de pane = zó dio ge ral!

Estresse com o tempo que não dá pra saber que clima fará = levo guarda chuva, casacão bloqueador solar, biquini ???
Estresse por não respirar direito = renite mardita!
...Vou ali me jogar da janela e já volto...afff!

Bom, mas também teve as coisas boas... fui até a casa da Maria em Maringá (comi pra dedéu!), passei uns dias na casa di mamã (ganhando colo e eles me torrando a passoquinha, como sempre)...

Aí como estava sem muito tempo e bem pouca disposição, nem pra cozinha estava indo... Hoje resolvi aparecer, o prato é super simples, mas muito gostoso.

Seeeeei que a receita, pelo tempo de demora, tinha de ser algo ultra mega power de dificil, mas prometo voltar a milhão, logo logo!

Salmão com Manjericão
04 postas de salmão
1/2 xícara de manjericão picado
02 dentes de alho
03 colheres de sopa de queijo ralado
03 colheres de sopa de azeite de oliva
Óleo de soja, suco de limão, sal e pimenta do reino a gosto

Pincele as postas de salmão com óleo, tempere com sal, pimenta e o suco de limão. Reserve.

Leve as folhas de manjericão e o alho a um processador e ligue por 10 segundos. Junte o queijo ralado, coloque o azeite aos poucos, sempre batendo e tempere a gosto. Reserve.

Aqueça uma panela de ferro em fogo médio e assim que estiver quente ponha as postas de salmão, virando duas ou três vezes durante o cozimento. Sirva com o molho de manjericão.

Rendimento: 04 porções.

PS.: Obrigada pelo carinho e preocupação nos comentários.